Atenção. Seu browser não suporta JavaScript!
Acompanhe ao Vivo
Boletins Web Mail Intranet

Notícias

08/07/2019 - 16:44:00

Aquisição de subsidiárias da Sercomtel custará R$ 7 milhões

email
1
A prefeitura de Londrina deverá encaminhar nesta semana à Câmara Municipal projeto de lei que autoriza o Executivo a destinar cerca de R$ 7 milhões para a aquisição de ações da Sercomtel Contact Center S.A. e da Sercomtel Iluminação S.A., de forma a garantir o controle acionário das duas empresas. A informação foi repassada pelo secretário municipal de Governo, Juarez Tridapalli, na manhã desta segunda-feira (8), durante reunião da Comissão Especial de Acompanhamento da Caducidade da Sercomtel. Também de autoria do Executivo, outros dois projetos (PL 96/2019 e PL 98/2019) já foram protocolados na semana passada e preveem mudanças nas atribuições das duas subsidiárias.

Formada pelos vereadores Eduardo Tominaga (DEM), como presidente, Felipe Prochet (PSD), como relator, e Jamil Janene (PP), como membro, a Comissão Especial da Sercomtel se reuniu nesta segunda com representantes da empresa de telecomunicações e da prefeitura de Londrina. O objetivo do encontro, realizado na sala de reuniões, foi saber as providências adotadas pelo Executivo após a aprovação pela Câmara do PL 40/2019, que permitiu a desestatização da Sercomtel Telecomunicações por leilão ou outros meios, mas condicionou a venda à prévia transferência das ações das subsidiárias Sercomtel Iluminação e Sercomtel Contact Center para o município. Além do secretário de Governo, estiveram presentes o diretor-presidente da Sercomtel, Cláudio Tedeschi; a gerente jurídica da companhia, Carina Feniman; e o chefe de gabinete do prefeito Marcelo Belinati (PP), Tadeu Felismino.

Aporte financeiro - Segundo Juarez Tridapalli, a intenção é que os R$ 7 milhões que poderão entrar  no caixa da Sercomtel garantam uma sobrevida à empresa até dezembro, quando o município espera que esteja concluído o processo de capitalização por meio de leilão na bolsa de valores oficial do Brasil (B3), sediada na cidade de São Paulo. A B3 também prestará consultoria à Sercomtel para a elaboração da minuta do edital. "Na última sexta-feira concluímos a versão final do contrato que vamos firmar com a B3. A Secretaria de Gestão Pública vai elaborar o edital do leilão com o apoio da empresa. A expectativa é que a publicação do edital ocorra na primeira semana de setembro", adiantou.

Os projetos que tratam das subsidiárias prevem alterações nas atribuições da Contact Center e da Sercomtel Iluminação. No primeiro caso, a empresa seria transformada em Companhia de Tecnologia e Desenvolvimento e teria, entre suas atribuições, implantar e executar o canal 156, de comunicação entre a população e a prefeitura. A nova companhia também seria responsável por divulgar campanhas de vacinação e promover telecobrança de impostos municipais, além de promover a informatização de processos de gestão municipal.

"O objetivo da nossa comissão sempre foi acompanhar e dar transparência para todas as informações recebidas tanto da Sercomtel quanto dos sócios da empresa. As informações que colhemos hoje foram sobre os projetos de lei protocolados pelo Executivo e que serão discutidos na sequência, a respeito da Contact Center e da Sercomtel Iluminação. Também há a questão orçamentária, de garantia de aporte da prefeitura na Sercomtel Telecomunicações até que se resolva a questão do edital", afirmou o vereador Eduardo Tominaga em entrevista dada à imprensa após a reunião.

Funcionários - A manifestação de parte dos funcionários da Sercomtel, na última sexta-feira, contra a privatização da Sercomtel também foi discutida no encontro. "A empresa disse que foram eleitos três funcionários para representar a categoria nas reuniões que tratam do assunto. Não são todos os funcionários que estão a favor da desestatização. Mas precisamos entender que a venda da Sercomtel não está sendo feita à revelia. Há um processo de caducidade, que está suspenso, mas que pode ser retomado a qualquer momento se nada for feito para recuperar a situação financeira da empresa", disse Tominaga. Segundo ele, a comissão especial encaminhará ofício solicitando cópia dos documentos enviados à Anatel após a aprovação do PL 40/2019 e das atas das reuniões realizadas com representantes dos funcionários. Os vereadores também querem saber qual é o valor total das dívidas da prefeitura com a Sercomtel como também da empresa com o município.

JORNALISMOASCOM Coordenação Ana Paula Rodrigues Pinto MTB 2277PR Redação Marcela Campos MTB 6229PR Fotografia DP Torrecillas Fotojornalismo Fones (43) 3374-1326 e 3374-1327


Galeria de Imagens

Enviar Notícia

Brasão da Câmara Municipal de Londrina
CÂMARA MUNICIPAL DE LONDRINA
Rua Gov. Parigot de Souza, 145
Caiçaras Londrina / PR - 86015-903
PABX
(43) 3374-1300